Pular para o conteúdo principal

Breve reflexão sobre questões ambientais


Tem gente que considera que defender o meio ambiente é ser radical. Muitos chamam os defensores das práticas ambientais sustentáveis de “ambientalistazinhos de merda”. Mas defender o respeito à Natureza, esse ente que nos provém de tudo o que precisamos para viver é, no mínimo, ser coerente com as leis da vida.

O Planeta dá sinais de saturação o tempo inteiro: furacões, tornados, degelo de geleiras imensas nos pólos, seca onde antes chovia muito, chuva onde antes era seco, geadas fora de época, nuvens de areia, tsunamis, etc., etc., etc. Todas essas são manifestações de que o planeta está entrando em colapso. Tal qual um organismo doente, intoxicado, que vomita e tosse o veneno que lhe foi injetado à força.


Então, defender formas sustentáveis de gerar riqueza é ser racional. É pensar num mundo não tão inóspito para as gerações futuras. O nosso mundo, quando chegar a hora, vai acabar para nós, que passaremos deste para outro plano. Mas nossos filhos e netos ficarão aqui. E eu tenho a certeza que você, meu amigo, minha amiga, vai querer deixar um planeta razoavelvemente habitável para os nossos descendentes.

A discussão sobre a reforma do Código Florestal Brasileiro que tramita no Senado, por exemplo, é uma dessas pequenas grandes ações que vão fazer toda a diferença para o meio ambiente.  Barrar os desmatamentos indiscriminados é mais que necessário. A depender do que saia na reforma, o Brasil e o mundo vão agradecer ou padecer as conseqüências no médio e longo prazo.

Não é mais uma questão de birra entre ambientalistas e ruralistas. E quem ainda se prende a essa dualidade minimalista está completamente equivocado. Trata-se, na verdade, de algo muito maior, como fazermos a nossa parte para que o mundo continue habitável e não nos devolva a exploração desmedida com catástrofes climáticas que podem dizimar dezenas de milhares de vida, cada vez que cada uma delas acontece.

Pense nisso. Bom dia!

Comentários

  1. Eis aí o grande problema: Desenvolvimento Sustentável. Precisamos do meio ambiente e do desenvolvimento, então porque não concilia-los? Não sei sinceramente, acho que isso é trabalho para os agricultores e agroindustriais, mas esses ao ivés de serem ouvidos e usados como ferramentas, são taxados como criminosos capitalistas, eu acho que vale a pena ouvir os projetos dessa classe, todos poderíamos nos surpreender com quem protege e quem danifica realmente o meio em que vivemos...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.

Popular Posts

Haja espera no tabuleiro político do Crato

Muito se prometeu. Mas, nada de impactante no cenário político municipal neste final de semana. Três siglas se reuniram e, somente o PSD, trouxe alguma novidade para este pleito. Os primeiros a se reunirem foram os comunistas que vão deixar para o final do mês a decisão se terão chapa pura, se vão se coligar com o PT ou unir-se-ão ao candidato José Ailton Brasil, do PP.

O Partido dos Trabalhadores também procrastinou a decisão de como marcharão em outubro próximo. É mais uma sigla rachada e com característica de dubieadades. Transita entre apoiar José Ailton como combinaram na reunião do Palácio da Abolição, partir com candidatura própria ao lado do PC do B ou, até mesmo, apoiar a reeleição do prefeito Ronaldo Gomes de Matos, que calado acompanha o desenrolar dos acontecimentos.

Já o Partido Social Democrata, que também participou das duas reuniões com o governador e demais partidos, esteve reunido na noite de sábado, na sede do Poder Legislativo e, de goleada, descartou o apoio à cand…

Jucá contrata empresa de amigo com verba de gabinete

As denúncias contra o senador Romero Jucá não param de surgir.

Agora veio à tona a história acerca da contratação da empresa Norte Produções Ltda, sediada aqui em Boa Vista, para a criação de vídeos de prestação de contas do gabinete de Jucá.

Criada em 2006, a Norte Produções pertence – segundo os documentos publicados pelo UOL – ao publicitário Hemetério Pires Costa Júnior, que é o ex-marido da atual mulher de Jucá, Roselene Brito (a Rose)

Segundo o Portal UOL, o senador roraimense usou R$ 199 mil de sua cota parlamentar para pagar a empresa de publicidade de Hemetério Pires, que na matéria é tratado como “um amigo que trabalhou em seu gabinete”

Hemetério, um grande profissional, diga-se de passagem, foi nomeado por meio dos chamados atos secretos, atos administrativos realizados na gestão de José Sarney (PMDB-MA), como presidente do Senado, que não eram divulgados ao público.

As informações acerca dos pagamentos estão disponíveis no Portal da Transparência do Senado. O UOL diz que…

Índios decidem pela permanência de Pacaraima

A polêmica se arrasta por mais de duas décadas e somente agora, após assembleia geral que durou três dias (15, 16 e 17 de junho) na Comunidade Boca da Mata, mais de 800 índios decidiram pela permanência do município de Pacaraima, que faz divisa com a Venezuela e está na extensão territorial da Terra Indígena São Marcos, ao norte de Roraima, reconhecida e homologada desde 1991, pelo Governo Federal.

A decisão reforça o posicionamento do Governo do Estado em manter o município na Terra Indígena, considerando os quase mil estabelecimentos comerciais, estrutura institucional (Exército, universidade, bancos, Prefeitura, Câmara de Vereadores e órgãos públicos) e os mais de 10 mil moradores, conforme dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Só este ano, a governadora Suely Campos (PP) esteve duas vezes em Brasília para dialogar com o STF (Supremo Tribunal Federal), onde tramita desde 2010 a Ação Civil Ordinária 499-2, de autoria da Funai (Fundação Nacional do Índio),…