2014 e ida de Chico Rodrigues para o PMDB

Revisado e atualizado às 19h35min - Conversando com um observador político de Roraima, que tem forte influência com deputados estaduais de oposição, ele me dizia que o ingresso do vice-governador Chico Rodrigues no PMDB vai influenciar na disputa eleitoral de 2014, quando vai estar em disputa para o Governo do Estado.

Chico Rodrigues, todo mundo sabe, é o candidato natural à sucessão do governador José de Anchieta (PSDB). Agora passa ser o candidato natural do PMDB, de Romero Jucá.

O raciocínio é o seguinte: a senadora Ângela Portela (PT) tem crescido politicamente e se credenciado para ser um dos nomes mais fortes para as eleições de 2014, como candidata de oposição à sucessão de José de Anchieta. A ida de Chico para o PMDB quebra a força da futura candidatura de Ângela em 50%.

Tá, tudo bem. A senadora pode vir a público dizendo que ainda é muito cedo para projetar 2014. Mas político que é político, pensa sempre à frente [no caso dos brasileiros, na próxima eleição] e vive com um olho no gato e outro no peixe. E a senadora Ângela certamente não é diferente.

Se Chico Rodrigues não tivesse ingressado no PMDB, seria provável (estou dizendo provável, não certo) que até lá houvesse um rompimento entre Romero Jucá e o grupo governista para que o senador pudesse apoiar a candidata natural da presidenta Dilma Rousseff, que deve ser, logicamente, a senadora Ângela.

Com o ingresso de Chico no PMDB, pode haver uma mudança de planos. E certamente haverá. Agora, o PMDB terá uma candidatura própria ao governo. E mais que isso, uma candidatura forte. Quando chegar o tempo das decisões sobre candidaturas, Chico Rodrigues está no cargo de governador para poder concorrer lépido e fagueiro à reeleição.

Jucá, por sua vez, terá na manga um discurso para apresentar à presidenta Dilma, de que não terá como apoiar sua candidata, pois seu partido tem um candidato natural: o governador (quando 2014 chegar) Chico Rodrigues.

Melhor do que isso, só dois disso para Romero Jucá.

São as mexidas no tabuleiro de xadrez que acontecem por antecipação e podem influir decisivamente no jogo político local.

Dividam? Aguardem e confiram. Posso estar totalmente errado. Mas posso estar totalmente certo. Veremos.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.

Tecnologia do Blogger.