Vai começar a temporada de caça ao voto


Em ano eleitoral, deve chover promessas de postulantes a cargos públicos para a solução dos problemas que afligem a população dos municípios do sul de Roraima, como os de todo o estado.

O problema é que entra eleição, sai eleição, e as dificuldades crônicas porque passam os gestores e a população nunca cessão. Geralmente, as promessas são esquecidas tão logo termine a contagem dos votos e se conheça vencedores e perdedores.

Esse ano não será diferente. Logo, logo devem chegar à porta dos eleitores sulistas os “prometedores” profissionais, que tudo o que querem é galgar algum cargo público ou fazer legenda para que algum maioral consiga essa boquinha nos executivos e legislativos estadual e federal.

Por isso, é preciso ligar o desconfiômetro para detectar picaretas que não merecem nenhuma credibilidade.

Uma sugestão de parâmetro para analisar e diferenciar propostas credíveis das não credíveis é fazer as seguintes perguntas: quem foi que prometeu levar soluções para as pontes e estradas do seu município nas ultimas duas eleições? Quais candidatos garantiram que trabalhariam pela melhoria da educação do seus filhos nos últimos pleitos?

Quem fez promessa de melhorar a urbanização da sua cidade? E a geração de emprego? E a saúde? E as políticas públicas para a juventude? Quem prometeu e cumpriu ou deixou de cumprir? É preciso fazer essa análise fácil e prática para detectar quem são os labiosos enganadores.

A partir do mês de abril, todos aqueles que ocupam cargos públicos – com exceção de deputados estaduais, vereadores, vice-governador, deputados federais e senadores – devem se desincompatibilizar dos cargos para sair à caça de votos.

Logo, logo as visitas à sua casa serão frequentes por supostos bons samaritanos que querem devotar a vida para melhorar a qualidade da sua. Não, não sugerimos que você desacredite da política. Sugerimos apenas que você fique atento para que faça a escolha correta.

Afinal, o resultado de uma eleição vai refletir na sua vida e na vida de todos pelos próximos quatro anos. Errar o voto terá consequências negativas duradouras. E depois nada se resolve apenas com reclamação.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.

Tecnologia do Blogger.