Esvaziamento da sessão desta quarta teria sido manobra para que PEC 004 não fosse votada


Hoje mais uma vez não teve sessão na Assembleia Legislativa por falta de quórum. Mas o motivo foi diferente da simples vontade de não comparecer à reunião regimental daquele poder. Um deputado que conversou comigo hoje pela manhã disse que o governador Chico Rodrigues (PSB) orientou os deputados que compõem a bancada que lhe dá sustentação na Casa a não comparecer à sessão. O objetivo era que não ocorresse a votação da PEC 004/2014, de autoria do deputado Jânio Xingu (PSL).

A manobra adotada por Chico Rodrigues tem um motivo. É que o G7, composto por deputados que se dizem independentes, entre eles Jalser Renier (PSDC) - foto acima -, Jânio Xingu (PSL), George Melo (PSDC), Coronel Gerson Chagas (PRTB), está atuando para empurrar goela abaixo do governo a tal PEC 004, que tem o objetivo de devolver ao quadro em extinção do Estado de Roraima os servidores do ex-Território de Roraima que foram demitidos durante a gestão do então governador Flamarion Portela (PTC), hoje deputado estadual em seu segundo mandato.

Ontem, o deputado Jânio Xingu disse na tribuna da Assembleia Legislativa que os membros da comissão especial havia se reunido por volta das 7h da manhã para aprovar o substitutivo apresentado pelo deputado Gerson Chagas. “Isso foi algo inédito nesta Casa”, afirmou. Também na sessão de ontem, praticamente todos os deputados que compõem o G7 discursaram defendendo a aprovação da PEC 004.

Alguns deles foram bem exaltados, como próprio Jânio Xingu, que criticou de forma veemente a política de segurança púbica do governo, afirmando que ele é equivocada e que não funciona. Jalser Renier chegou a dizer que, se o estado passa por uma crise financeira e se existe caos na saúde, por exemplo, Chico Rodrigues é coautor da situação, pois era parceiro de mandato de José de Anchieta (PSDB), na condição de vice-governador.

A sessão de ontem da Assembleia terminou com discussão feia entre os deputados Jalser Renier e Aurelina Medeiros (PSDB), vice-presidente da Casa, cada um deles disputando no grito para ver quem tinha mais autoridade. O corregedor Erci de Morais (PPS) também se envolveu no bate-boca ao passar um pito em Jalser, ao dizer que ele, Jalser, ainda precisa crescer para aparecer.

O mesmo deputado que falou sobre os motivos do esvaziamento da sessão desta quarta-feira me contou que Aurelina Medeiros foi orientada pelo governador a tirar Jalser do sério na sessão de ontem, de forma a inviabilizar qualquer discussão em torno da PEC 004. A orientação aos deputados da base aliada é evitar a votação da matéria a qualquer custo.

O fato é que Chico Rodrigues está sofrendo com a pressão dos deputados do G7 e tem demonstrado não ter pulso para domar esses parlamentares. Jalser Renier tem atuado como um franco atirador, responsável pelo constante fogo amigo contra o governador.

No fundo, Jalser defende os interesses de José de Anchieta, que tem tido suas mazelas governamentais desnudadas por Rodrigues. Vendo-se pressionado pelos deputados e sem saber como reagir, Chico Rodrigues delegou aos eu líder na Casa, deputado José Reinaldo (PSDB), a acionar o senador Romero Jucá (PMDB) para que o influente parlamentar atue como bombeiro, diante da situação adversa.

Romero Jucá tem sido o coringa dos governadores, desde que Anchieta assumiu o poder. Uma vez sem moral para dar as cartas, os gestores recorrem ao todo poderoso bigode jucariano. Resta saber quis meio$ Jucá vai usar para amansar os deputados rebeldes.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.

Tecnologia do Blogger.